* GPTube - Site de Vídeos Porno do GPGuia  * Bate-Papo  * FAQ   * Pesquisar  * Registrar    * Entrar  












Responder  [ 11 mensagens ] 
Autor Mensagem
MensagemEnviado: 09 Jan 2017, 13:35 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(1) / Não Gostou (0)
Offline
Entrei na faculdade...
Entrei na faculdade...
Leia os meus TD's
Registrado em: 08 Ago 2004, 09:15
Mensagens: 2237
TD's: 125

Esconder Imagens

 


Na Alemanha, onde a prostituição foi legalizada em 2002, o Partido Verde, um dos idealizadores da legalização, juntamente com a Social-Democracia, defende que os médicos prescrevam sexo com prostitutas para os pacientes que não puderem pagar e que o valor seja reembolsado pelo estado.

Nada como viver em um país desenvolvido e com uma população bem educada, que não se deixa enganar pelo fundamentalismo religioso. Enquanto isso, aqui no nosso Brasil, a polícia continua dando batidas em puteiros no interior do país, afora deputados querendo aprovar projetos de lei anacrônicos cujo objetivo é combater a sexualidade humana.

Citação:
Verdes alemães lançam 'prescrições médicas para sexo'

(Tradução Google)
Pessoas com problemas de saúde graves devem ser capazes de obter sexo com prostitutas como uma despesa médica, de acordo com o Partido Verde alemão. Os pacientes precisariam da aprovação do doutor antes de encher uma prescrição do sexo.

As autoridades locais devem cobrir o custo do sexo para pessoas com deficiência na Alemanha, disse a porta-voz do Partido Verde, Elisabeth Scharfenberg, ao jornal alemão "Welt am Sonntag".

"Posso imaginar um financiamento [público] da assistência sexual", disse ela em um artigo publicado no domingo. Autoridades locais poderiam fornecer informações sobre "ofertas deste tipo na área", bem como conceder os fundos necessários, acrescentou Scharfenberg.

Alemanha legalizou a prostituição em 2002, e bordéis operam atualmente em todo o país. Nos últimos anos, um número crescente de prostitutas começou a oferecer "assistência sexual" a pessoas que sofrem de graves problemas de saúde como demência ou deficiência física, bem como clientes que vivem em lares de idosos. Os serviços variam de "toque afetuoso" para relações sexuais.

No entanto, não existe um quadro legal para reclamar essas despesas como cuidados médicos na Alemanha.

Uma idéia "desdenhosa"?

O modelo para a última iniciativa do Partido Verde é a Holanda, onde as pessoas têm sido capazes de reivindicar o sexo como uma despesa médica por vários anos ", Welt am Sonntag" relatou.

De acordo com a idéia lançada por Scharfenberg, os pacientes teriam de obter um certificado médico confirmando que eles são incapazes de alcançar satisfação sexual de outras maneiras, bem como para provar que eles não são capazes de pagar trabalhadores do sexo por conta própria.

Especialistas citados pelo jornal discordam sobre a solução proposta. Professor Wilhelm Frieling-Sonnenberg, que se especializa em pesquisa de cuidados médicos, considera a idéia "desprezível para a dignidade humana" e uma maneira de aplacar pacientes problemáticos. Por sua vez, conselheira sexual para casas de repouso Vanessa del Rae diz que as prostitutas são uma "bênção" para as pessoas que precisam de cuidados.

Link


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 10 Jan 2017, 12:38 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(1) / Não Gostou (0)
Offline
Moderador Global
Moderador Global
Avatar do usuário
Leia os meus TD's
Registrado em: 22 Mai 2005, 19:50
Mensagens: 10322
TD's: 439
Localização: No mar salgado

Esconder Imagens

 


Ou seja, vc. quer que os outros paguem puta para você.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 10 Jan 2017, 18:22 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(0) / Não Gostou (0)
Offline
Devagar e sempre...
Devagar e sempre...
Avatar do usuário
Leia os meus TD's
Registrado em: 08 Jun 2016, 10:56
Mensagens: 290
TD's: 13
Cidade/Estado: São Paulo
Sou: Usuário

Esconder Imagens

 


Não daria certo no Brasil infelizmente ...


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 10 Jan 2017, 23:06 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(0) / Não Gostou (0)
Offline
Entrei na faculdade...
Entrei na faculdade...
Leia os meus TD's
Registrado em: 08 Ago 2004, 09:15
Mensagens: 2237
TD's: 125

Esconder Imagens

 


Luiz06 escreveu:
Não daria certo no Brasil infelizmente ...


No Brasil temos de legalizar ou descriminalizar a prostituição, entendido isso como a retirada de todo entulho autoritário existente em nosso Código Penal, ainda da década de 40 do século passado.

As vantagens seriam inúmeras, para as putas, para a sociedade e também para nós, os clientes. A descriminalização propiciaria casas mais bem equipadas, porque desapareceria a incerteza jurídica, hoje ninguém investe nada porque a atividade é clandestina; com o tempo, a oferta aumentaria e teríamos melhores preços, já que o capitalismo sendo praticado em liberdade aumentaria a concorrência; os impostos já são pagos atualmente, pois a ilegalidade favorece a corrupção policial. Seguramente, mais mulheres haveriam de se interessar pela atividade, estando ela legalizada.

Quanto a prescrição médica, depois de vários anos de legalização poderíamos pensar na sistemática, levando em consideração nossa realidade.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 10 Jan 2017, 23:11 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(1) / Não Gostou (0)
Offline
Entrei na faculdade...
Entrei na faculdade...
Leia os meus TD's
Registrado em: 08 Ago 2004, 09:15
Mensagens: 2237
TD's: 125

Esconder Imagens

 


Nazrudin escreveu:
Ou seja, vc. quer que os outros paguem puta para você.


Não é o meu caso, mas se alguém contribui para a previdência, visando o bem-estar de saúde, qual é o problema? Uma puta custa pouco mais que esses exames médicos e muitos deles são feitos desnecessariamente.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 11 Jan 2017, 06:33 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(0) / Não Gostou (0)
Offline
Entrei na faculdade...
Entrei na faculdade...
Avatar do usuário
Leia os meus TD's
Registrado em: 03 Set 2012, 02:10
Mensagens: 908
TD's: 60
Cidade/Estado: Florianópolis

Esconder Imagens

 


Que problemas de saúde grave uma prostituta vai suprir?

A leitura do artigo traz a informação genérica e superficial: toques afetuosos (que pode avançar para sexo) para pessoas com demência, deficiência física ou idosos? ? Que negócio é esse?

Pessoas com problemas de saúde grave, tais quais dementes, precisam de médicos qualificados ou psicoterapeutas, auxílio da família, amigos, etc. Isso me dá a impressão de um assistencialismo barato.

Em relação especificamente à pessoas com deficiência física, ou idosos, eles podem procurar prostitutas se eles quiserem. O que os impede? Falta de grana? Isso é o problema de todo mundo.

O problema essencial da economia é recursos escassos. Necessidade é o que não falta. A concepção que o Estado deva sugar esses recursos extremamente limitados com a finalidade de ser babá dos outros é as fuças da esquerda. O pior disso é que o Estado usa o dinheiro alheio.

Em relação à prostituição, especificamente no Brasil, ela já é descriminalizada. O que é criminalizado são outros fatores em torno da prostituição, como as casas noturnas, que não obstante, operam livremente. Desnecessário uma cruzada fanática em favor da legalização ou descriminalização da prostituição, pois o Brasil não é um local ruim para essa atividade. Isso geralmente tem em vista outros interesses.

E concluindo: o que é pior, a castração sexual promovida pelas religiões; ou liberação de costumes exacerbada e amoral de determinados setores ideológicos? Os dois acabam conduzindo para um caminho de antinaturalidade.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 11 Jan 2017, 10:31 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(1) / Não Gostou (1)
Offline
SUSPENSO
SUSPENSO
Leia os meus TD's
Registrado em: 11 Jun 2011, 21:17
Mensagens: 2454
TD's: 21
Cidade/Estado: Arujá

Esconder Imagens

 


:? Artigo sem pé e sem cabeça. Como se não tivesse outros problemas mais relevantes no que tange a saúde.
Fica confuso entre o que seria legalização propriamente dito e uma não interferência do Estado pra algo pessoal e intransferível, da qual a sociedade em si não pode fazer nada no que tange a intimidade alheia.
No extremo oposto coibir a bronha, pois a pornografia estimula isso. Sério?


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 11 Jan 2017, 10:41 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(0) / Não Gostou (0)
Offline
Entrei na faculdade...
Entrei na faculdade...
Leia os meus TD's
Registrado em: 08 Ago 2004, 09:15
Mensagens: 2237
TD's: 125

Esconder Imagens

 


Muitos discursos falsos e irracionais que deturpam a ideia original, um outro sem coerência, não dá para entender o que quis dizer. São muito semelhantes aos discurso religioso, que é dogmático e nada acrescenta.

Um encontro com uma prostituta melhora sim a qualidade de vida de muitas pessoas e custa bem menos que muitos exames médicos, a maioria deles feita sem necessidade alguma.

O Partido Verde da Alemanha está de parabéns pela iniciativa, aqui no Brasil o caminho é o de legalizar/descriminalizar a prostituição e, para tanto, é necessário denunciar sempre o fundamentalismo religioso que impede a adoção de leis mais condizentes com os nossos costumes.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 11 Jan 2017, 11:41 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(0) / Não Gostou (1)
Offline
Entrei na faculdade...
Entrei na faculdade...
Leia os meus TD's
Registrado em: 08 Ago 2004, 09:15
Mensagens: 2237
TD's: 125

Esconder Imagens

 


Imagem

Citação:
Na foto, Elisabeth Scharfenberg, deputada ao parlamento alemão e autora da proposta de que o estado pague sexo com prostitutas para idosos ou deficientes, mediante prescrição médica e destinada aqueles que não podem pagar pelos seus próprios meios.

No Brasil, o caminho é descriminalizarmos a prostituição, atualizando o antiquado Código Penal ainda da década de 40 do século passado.

Leia a matéria abaixo, com tradução Google:
*
O sexo com prostitutas será pago pelo governo para qualquer um demasiado pobre para uma prostituta e julgado necessitar a assistência sexual sob plantas alemãs do partido verde.

A porta-voz do partido, Elisabeth Scharfenberg, disse que os médicos devem ter o direito de emitir as prescrições gratuitas para seus pacientes para as mulheres da noite.

A prostituição é legal na Alemanha e tem pouco dos tabus associados em muitos outros países.

Há bordéis em praticamente todas as cidades e uma tendência começou recentemente com as meninas trabalhadoras oferecendo 'assistência sexual' para pacientes com demência, deficientes e pessoas que vivem em lares.

Dependendo do bordel, os serviços variam de "toque afetuoso" para bondage, fetichismo e sexo completo.

Mas nenhuma lei existe para o cliente para reivindicar os custos de sua visita como uma despesa médica.

Os Verdes querem mudar isso, com base em uma lei que já está em vigor nos Países Baixos há algum tempo.

"Eu posso imaginar um financiamento público de assistência sexual", disse Scharfenberg em um artigo na Welt am Sonntag jornal.

Os planos dos Verdes consistem em que os pacientes obtenham um certificado médico que confirme que "eles não conseguem obter satisfação sexual de outras formas, bem como provar que não são capazes de pagar os trabalhadores do sexo por conta própria".

Scharfenberg disse: "Os municípios poderiam discutir ofertas adequadas no local e os subsídios que precisariam".

Vanessa del Rae, treinadora e autora do sexo, trabalhou por muitos anos como enfermeira e, mais tarde, assumiu a gestão de um lar de idosos e realiza palestras sobre sexualidade e sensualidade em muitas instalações.

"Na Holanda, as prostitutas são pagas pelo fundo de saúde", disse ela.

"Na Alemanha nos últimos anos temos visto o advento companheiro sexual, especialmente treinados em relação às necessidades sexuais de homens e mulheres idosos.

"Ela conhece as desvantagens, a timidez e a vergonha que vêm com os idosos."
Linkl


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 11 Jan 2017, 14:14 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(0) / Não Gostou (0)
Offline
Entrei na faculdade...
Entrei na faculdade...
Avatar do usuário
Leia os meus TD's
Registrado em: 03 Set 2012, 02:10
Mensagens: 908
TD's: 60
Cidade/Estado: Florianópolis

Esconder Imagens

 


Alexandremk escreveu:
:? Artigo sem pé e sem cabeça. Como se não tivesse outros problemas mais relevantes no que tange a saúde.
Fica confuso entre o que seria legalização propriamente dito e uma não interferência do Estado pra algo pessoal e intransferível, da qual a sociedade em si não pode fazer nada no que tange a intimidade alheia.
No extremo oposto coibir a bronha, pois a pornografia estimula isso. Sério?


São, efetivamente, dois ativismos em polaridades opostas: essa iniciativa “progressista” do PV da Alemanha, e a iniciativa conservadora do deputado do DEM no Congresso, aqui no Brasil.

Lembrando que a prefeitura do PT lançou o bolsa travesti em SP, não sei qual foi resultado disso, pois não acompanhei. Mas, como a iniciativa do PV da Alemanha, me passou a impressão de ser uma ideia de girico ao tomar contato com ela.

Engraçado que o discurso do criador do tópico quer fazer crer que é uma ideia muita avançada, coitado.

A prostituição e a religião habitam a esfera privada do indivíduo. Usar Estado para fazer política a favor ou contra, isso sim é dar vazão para grupos dogmáticos, do meu ponto de vista.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
MensagemEnviado: 12 Jan 2017, 18:16 
Gostei (+1) | Não Gostei (-1) | Pontuação Atual: Gostou(0) / Não Gostou (0)
Offline
SUSPENSO
SUSPENSO
Leia os meus TD's
Registrado em: 11 Jun 2011, 21:17
Mensagens: 2454
TD's: 21
Cidade/Estado: Arujá

Esconder Imagens

 


Charlies Sheen escreveu:
A prostituição e a religião habitam a esfera privada do indivíduo. Usar Estado para fazer política a favor ou contra, isso sim é dar vazão para grupos dogmáticos, do meu ponto de vista.


Estão querendo acabar com o Estado laico. Já basta querer colocar o criacionismo no currículo escolar. Quanto as crenças religiosas sempre apreciei a primeira emenda americana. Coisa por aqui muito mal subentendido por sinal. Basta ver as atitudes de má-fé das igrejas evangélicas. Vide o caso do pastor esfaqueado pelo próprio rebanho. Eles mesmo alimentam a discórdia entre si mesmos. Posso ter a minha moral, mas sem que isso não interfira no ethos da sociedade. Infelizmente graças a péssima escolarização o pessoal faz um pandemônio entre o que é ético e o que seria da moral alheia. Fora os erros grotescos que o pessoal comete na sintaxe.
Está difícil o negócio. Querem impor a moral deles coagindo na vida dos outros. Isso é inaceitável. ::basta::


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Responder  [ 11 mensagens ] 

Usuários que postaram TD's neste tópico

Nenhum usuário postou um test drive neste tópico.


Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Joao Oliveira, MSNbot Media, sogetsu1970 e 29 visitantes

Colar da área de transferência Limpar área de transferência Vizualizar área de transferência


Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido

Ir para:  














Loading